Melhorando as exposições e vendendo mais

ago 16, 2019
Rafael
O que não é visto pelo cliente, não é lembrado, e se não é lembrado, dificilmente será comprado.

Vender mais é o sonho de qualquer lojista! Mas como fazer para vender mais sem recursos financeiros?

Imagine você em um ponto de venda (PDV), apressado, procurando um produto específico. Você procura, procura, e nada de encontrar o que busca devido à desorganização na forma como os produtos estão dispostos nas prateleiras e ao layout confuso da loja. Quando você encontra, com muita dificuldade, o que buscava, cadê o preço? E agora? Numa escala de zero a cinco, qual foi a sua satisfação neste PDV e como foi a sua experiência de compra?

Vender, às vezes, pode ser bem mais fácil do que se imagina; difícil é vender pela segunda vez para o mesmo cliente. Muitos empresários do varejo, na ânsia de vender mais, de oferecer o melhor preço e de acertar o mix, acabam deixando de lado o merchandising como ferramenta essencial de apoio às vendas.

O merchandising no PDV nada mais é do que o ato de oferecer o produto da melhor maneira para o cliente; isso quer dizer trabalhá-lo com as melhores “faces”, no local certo, na altura ideal, organizados, alinhados e, principalmente, precificados.

O merchandising deve ser visto como uma ferramenta de apoio nas vendas com o objetivo de ambientar, vender e promover marcas e produtos nos PDVs. Ele é responsável pela apresentação destacada dos produtos na loja, criando atmosferas agradáveis e acelerando a rotatividade. Utilizar esta ferramenta de marketing corretamente facilita a decisão de compra do cliente e gera compra por impulso.

Algumas das principais funções do merchandising são: aumentar as vendas por impulso, pois o cliente é impactado por criativas exposições; aumentar o giro dos produtos na loja – produtos em destaque e alinhados vendem muito mais; fidelizar os consumidores; facilitar o acesso dos clientes aos produtos; aumentar os lucros; melhorar as vendas; tornar os itens mais acessíveis devido à organização dos produtos nas prateleiras; e transformar o momento de compra do cliente em algo muito mais prazeroso.

Analise o seu PDV, coloque-se no lugar de seus clientes; faça esse exercício frequentemente. Lembre-se: prateleiras organizadas, com volume e produtos precificados, vendem muito mais!

Não dê trabalho para o shopper. O que não é visto, não é lembrado, e se não é lembrado, dificilmente será comprado!

Por JOÃO OLIVEIRA – Trade Marketing do Grupo Americana
Artigo publicado na Revista Guia da Farmácia – (https://guiadafarmacia.com.br/materia/melhorando-as-exposicoes-e-vendendo-mais/)

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *